segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

Parte 5

       
         E sim… Finalmente chegou o dia ! O dia em que finalmente ia ter contigo Dinis !
        Era  sábado. Vinhas de comboio, chegavas perto das 11:20. Á noite, mal consegui dormir, a minha cabeça estava cheia de pensamentos. Nem queria acreditar que « amanhã » era o dia !  Andei ás voltas, e ás voltas na cama, continuando sem conseguir adormecer . Olhei para o relógio, marcava : 03:50 . Pensei:
        - Ó meu deus ! Já é super tarde ! – Então foi aí que me consegui abstrair de todos os pensamentos que me ocupavam a mente, consegui adormecer.  De manha, não me custou nada sair da cama, o que não era habito porque sou daquelas que fico sempre « mais cinco minutos». Mas naquele dia, não. Levantei-me, tomei banho, vesti-me (…) Depois de estar finalmente pronta, a saí de casa e fui a correr para a paragem de autocarro. Quando saí de cada tinha o pressentimento que me tinha esquecido de algo, mas não liguei… Apanhei o autocarro e lá fui eu para a estação de comboio . No autocarro, estava uma completa confusão ! Estava cheio ! Tive que ficar o caminho inteiro de pé, depois de quase uma hora de viagem, finalmente cheguei. O comboio estava meia hora atrasado. Quando ia para te ligar, para saber se ainda demoravas muito…
       -Ó não ! Esqueci-me do telemóvel em casa !  Nem podia acreditar ! Sem pensar, apanhei o primeiro autocarro e fui a casa buscá-lo .  Cheguei a casa, e já passava uma hora desde que o teu comboio tinha chegado. Quando finalmente tinha o telemóvel nas minhas mãos, raparei que tinha inúmeras mensagens e chamadas tuas. A que mais me marcou era assim :
        « nem acredito que me fizeste isto. Sabes o esforço que tive que fazer, para poder vir ter contigo. Que desilusão » Quando li aquela mensagem, parecia que o meu mundo, os meus pensamentos tinham todos acabado. Fiquei completamente sem reacção. Foi tão, mas tão horrível ! Quando me consegui, finalmente acalmar, Liguei-te :
        -  Estou Dinis … ?
        -  deixa-me a serio, não venhas com desculpas já me desiludis-te demasiado hoje. Adeus
        -  Não… espera !
        (Quando dei por mim, a chamada já tinha terminado) 






                                                                           (Se quiserem, continuará )

9 comentários: